quinta-feira, 30 de outubro de 2014
Título original: Silence 
Título: Silêncio 
Autor: Becca Fitzpatrick 
Tradução: Débora Isidoro
Série: Hush, Hush 03 
Editora: Intrínseca 
Ano: 2011 
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

É impossível não dizer que Silêncio é muito melhor que Crescendo. Mas, também não posso deixar de dizer que Nora conseguiu estar ainda pior. Ela nunca consegue ouvir a voz da razão.

E para piorar a situação, imaginava que não fosse possível piorar, mas Becca conseguiu, Vee quase não aparece, e quando o faz é pra mentir descaradamente. Neste sentido fique decepcionada, tinha muita fé em Vee.

Patch ou Jev como queiram, tenta como sempre, proteger Nora de si mesmo, mas a louca só se rebela o tempo todo. Não sei como ele aguenta, se estivesse no lugar dele teria pegado ódio na garota, mas ele literalmente é um ANJO não tem explicação é totalmente apaixonado pela louca mor. Vai entender.

Para variar Patch, o capacho, faz mais um sacrifício em nome de Nora, o que não vai adiantar praticamente nada, porque a songa-monga vai estragar tudo ajudando o imbecil do Scott. Que ódio!!!

Mesmo depois de todas as cretinizes possíveis de Nora, Patch ainda a ama. Quero ver até quando isso vai durar. Agora é só esperar o quarto e último livro da série para descobrir o desfecho da estória, espero que tenha um final feliz.

Recomendo!!!



Contra Capa:

-MINHA HISTÓRIA É LONGA, E NÃO HÁ muita coisa boa nela. Não posso apagá-la mas estou decidido a não errar novamente. Não quando os riscos são tão grandes, não quando envolvem você. Há um objetivo em tudo isso, mas vai levar um tempo. - Dessa vez ele me abraçou e afastou o cabelo do meu rosto, e alguma coisa dentro de mim se desfez ao seu toque. Lágrimas quentes transbordaram de meus olhos. - Se eu perder você, perco tudo. 



Sinopse:

QUANDO TUDO O QUE RESTA
É O SILÊNCIO
PODE A VERDADE FINALMENTE 
SER OUVIDA?

NORA GREY NÃO CONSEGUE SE lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas - sem que ninguém soubesse onde ou com quem estava -, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe.

Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece quase conversar com ela. Alucinações, visões de anjos alados, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua vida.

A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas... e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso ainda mais, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.
terça-feira, 28 de outubro de 2014
Título original: The Tender Stranger
Título: Uma Estranha ao Meu Lado
Autor: Diana Palmer
Tradução: Marie Olivier 
Série: Soldado da Fortuna ou Mercenários 02
Editora: Harlequin
Ano: 2010
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Apaixonar-se por um estranho, tudo bem. Agora, casar com um é uma loucura completa. Acho que Danielle e Eric se precipitaram, digamos que o desejo falou mais alto. Eles se conhecem num voo comercial. A primeira impressão não foi das melhores, cada um tem reservas sobre o outro. Mas com o passar dos dias a paixão tomou conta. 

Eric ou Holandês como queiram. É um homem misterioso e curioso. Como um bom mocinho da Diana Palmer, têm sérios problemas emocionais: odeia todas as mulheres existentes. Pois, teve experiências traumatizantes com elas. Não acredita no amor, pensa que não possuir sentimentos profundos. E por último não quer criar vínculos com ninguém.

Já Dani é o oposto, uma mulher aberta, diz tudo, não esconde nada. Carinhosa e extremamente vulnerável e ingênua. Pela descrição feita e fácil perceber, que a mocinha é muito expressiva, fácil de ler, seu rosto nos diz tudo. Toda essa sinceridade encanta o Holandês. Pois ele percebe que ela é uma mulher rara, do tipo que não existe mais.

Dani desperta em Eric sentimentos que ele não quer, para não encarar esses sentimentos, ele finge que tudo não passa de desejo. E baseado apenas neste desejo, ele a pede em casamento. E explica que prefere viver um relacionamento assim, sem amor, só desejo.

É obvio que tudo foge do controle, porque apesar de ser um homem correto, o Holandês não foi muito sincero no que corresponde a sua profissão. Ao descobrir que Eric é um mercenário, Dani fica muito preocupada e decide  terminar o casamento. Magoado, o mocinho diz barbaridades para a mocinha, que vai embora e o deixa sozinho.

Quatro meses depois, sem conseguir esquecê-la, o Holandês resolve procura-la para tentar reatar o casamento. Ele só não esperava encontrá-la numa situação tão adversa. E agora? Como Eric vai convencê-la que na realidade seu sentimento não é só desejo, mas amor verdadeiro?

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:


Uma 
Estranha
Ao meu Lado


Ela se apaixonara por um estranho...
Danielle St. Clair conheceu Eric van Meer por acaso durante férias inesquecíveis no México, e aceitou se casar com ele acreditando somente no poder do amor. Dani estava no sétimo céu... jamais vivenciara um romance tão intenso, nem mesmo nos livros de sua pequena livraria... Até saber mais sobre Eric. Ele dissera que precisava de liberdade. Mas se casara com ela. Também afirmara que odiava as mulheres... mas conquistara seu coração com muita ternura. Restava apenas saber se seria possível enfrentar seu mercenário e sair vitoriosa na guerra da paixão... 





Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 

http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
domingo, 26 de outubro de 2014
Título original: Jade
Título: Jade
Autor: Ruth Langan 
Tradução: Maria Albertina C.G. Jeronymo
Série: As Jóias do Texas 03 
Editora: Nova Cultural 
Ano: 1998 
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Apesar de todo conhecimento teórico, Jade é inocente, pois desconhece na prática o que acontece entre os homens e as mulheres na intimidade.

E ao permanecer naquela pequena cidade do Texas, Jade pretende abrir um palácio dos prazeres. E continuar com um negócio de sua família, que vem da milenar China. Mas os habitantes da pequena cidade e mais o reverendo Wade vão tentar fazê-la desistir do empreendimento.

O que ninguém sabe, que o passado de Wade é sombrio, e que três anos antes ele conheceu Jade e roubou-lhe um beijo e seus coração. Mas, agora ele é outro homem, um religioso, que tentar persuadi-la a mudar de idéia. E tenta salva-la de si mesmo e dele próprio. 

Será que Wade vai conseguir? Será que o reverendo vai conseguir se livrar da paixão que sente pela belíssima Jade? 

Bom, para saber o que acontece você vai ter que ler. Posso garantir que vai ser uma leitura emocionante e extremamente proveitosa.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra capa:


Pra realizar um plano
ousado, Jade Jewel
tinha de enfrentar
um poderoso inimigo!  

Decidido a apagar da memória seu indigno passado como pistoleiro, o reverendo Wade Weston declarara guerra ao pecado naquela pequena cidade do Texas. Mas não contava com a chegada de Jade. Com sua determinação em contruir ali um palácio dos prazeres, ela conturbou o sossego da comunidade. E, com sua beleza exótica despertou em Wade uma paixão que ameaçava a paz de sua alma!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014
Título original:  Wild, Wicked & Wanton
Título: Selvagem, Perversa e Atrevida 
Autor: Jaci Burton 
Tradução: Tiamat-World 
Editora: Berkley Trade
Ano: 2009
Comprar: Somente ebook em português ( Ficou interessado em ler, escreva um comentário contendo seu email.)


Resenha:

Selvagem: 
A história é muito melhor do que esperava, porque além da fantasia, há paixão e amor. 

Que mulher, lá no fundinho, escondidinho, já não desejou estar com dois homens. É uma fantasia, realizá-la é outra coisa. Ter coragem pra tal é que são elas. 

O problema é que além de tudo queremos amor. 

Achei demais a força de vontade da Abby, parar tudo, estando no maior clima. Provavelmente se tivesse no lugar dela, não conseguiria para e depois iria me culpar, teria que fazer analise para o resto da vida. E mesmo assim a culpa me perseguiria. 

Mike e Seth são maravilhosos, mas são completamente diferentes. Eu diria que Mike é pra sexo e Seth é pra o sexo e pra casar.

Sinceramente ficaria com os dois, seria perfeito, mas pelo visto um quer o outro não. Fica claro que um está apaixonado e o outro só quer sexo e nada mais.

Será que a Abby vai ficar com o cara certo ou ela só tá querendo realizar as suas fantasias?

Perversa:
Sério, não sei se meu humor anda maravilhoso ou os textos que estou lendo são muito bons mesmo. Tô mega generosa. Bem, vamos lá.

Blair e mega controladora e destruidora de corações, faz o que quer com os homens e depois os larga, porque na realidade não consegue se satisfazer com eles. Ela esconde seus verdadeiros desejos.

Mas há um homem que é o seu verdadeiro amor, e que ela tem certeza que conseguiria satisfazê-la por completo. Mas Blair tem medo, porque ela sabe que Rand e controlador e que ele vai querer a sua submissão.

Blair tem medo de se submeter e perder o controle, sua liberdade e independência. Mas Rand vai mostrar que se pode ter tudo e mais um pouco, desde que tudo seja consentido e desejado.

Oh, oh, oh, esse homem é perfeito, porque não aparece um desses no meu caminho... oh, vida cruel...kkk

Atrevida:
Voyeurismo e exibicionismo, cada um na sua, não consegui me interessar. Para quem gosta de ser ótimo. 

Resumindo: boas histórias, prefiro a Primeira e a Segunda...

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Três amigas... Três desejos secretos... Três oportunidades para fazê-los realidade. São três amigas inseparáveis que se deleitam compartilhando suas aventuras e segredos. Mas, sua última aposta será a mais arriscada de todas: cada uma deve dormir com qualquer homem que as outras escolhessem para elas... E logo contar todos e cada detalhe sórdido.

------------ SELVAGEM ------------
Abby se casou com o menino mal da escola. Ele vivia de acordo com a sua reputação, dormindo com qualquer mulher que cruzava seu caminho. Agora começou uma nova vida em que os homens não têm lugar... Em teoria, já que não contava com um par de sexys veterinários em busca de realizarem sua própria fantasia.

------------ PERVERSA ------------
Blair é a destruidora de corações do grupo. Com medo de comprometer-se, já rompeu três compromissos. Ainda assim, tem um homem com o qual nunca teve coragem de dormir. O único homem ao que realmente ama, mas agora a decisão já não esta em suas mãos.

------------ ATREVIDA ------------
Callie é a mais sensível das três, uma autêntica romântica com o coração partido. Chegou a hora de que suas adormecidas fantasias comecem a se tornar realidade. Um novo homem, absolutamente irresistível, entrará em sua vida...

quarta-feira, 22 de outubro de 2014
Título original: Rides a Hero
Título: Luta Apaixonada
Autor: Heather Graham Pozzessere
Tradução: Cristina L. Sangiuliano
Série: Irmãos Slater 02
Editora: Nova Cultural
Ano: 1989
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Me diz como Malachi consegue aguentar as imprudências de Shannon. Que mulherzinha mais cabeça dura. É obvio que ela é maravilhosa, fiel, apaixonada e verdadeira. Mas totalmente irracional, impulsiva e selvagem.

Se deve dar um desconto porque o período que a estória acontece é muito conturbado, fim da guerra civil americana. Então, Shannon que era uma daquelas damas rurais, que perderam tudo e tiveram que amadurecer para não ser devoradas pela guerra, mas ela é impulsiva, nãos pensa nas conseqüências de seus atos. É selvagem age por instinto.

Malachi por sua vez é um homem vivido, que passou por todo o inferno que é uma guerra. E está cansado e apenas quer voltar pra casa e esquecer tudo. Mas, acontecimentos terríveis e inesperados farão Malachi e Shannon viver uma aventura para salvar as pessoas que os dois mais amam. Não posso esquecer de mencionar que Shannon atrapalha muitas vezes a tentativa de resgate. 

Durante a jornada Malachi e Shannon terão que curar suas feridas e assim viver um amor verdadeiro. Será que ele vai conseguir convencer Shannon que ela pode amar outra vez ou Shannon vai conseguir não se meter em mais confusões? Para descobrir o resultado de toda essa loucura só lendo "Luta Apaixonada".

Obs.: alguém sabe como se fala o nome "Malachi"??? Porque tenho certeza que estou lendo errado...

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Os cartazes estão espalhados em todo país:

“Procura-se o Capitão Malachi Slater, vivo ou morto”. 

A guerra acabou, mas não para todos! 

Buscando encontrar um jeito de escapar do país e salvar a cunhada das mãos de sequestradores, o capitão encontra uma inesperada dificuldade: a bela e temperamental Shannon McCahy resolve acompanhá-lo na caçada aos bandidos. Corajosa, ela é capaz de enfrentar um bando de criminosos sozinha; geniosa, cria confusões à menor provocação: encantadora, sabe como levar um homem à loucura!

HEATHER GRAHAM POZZESSERE
Emocionante e divertida, a obra releva o bom humor e a criatividade da escritora.  
segunda-feira, 20 de outubro de 2014
Título: 1808 
Autor: Laurentino Gomes
Editora: Planeta
Ano: 2009
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. 

Com muito bom humor, podemos visualizar as diferenças históricas do texto, estamos habituados a receber as informações da fonte oficial, que nem sempre é a mais precisa e real. Assim a visão que temos da família real e principalmente de D. João é outra.

As “caricaturas” de D. João feitas até agora, com certeza têm um fundo de verdade, mas não mostra, obviamente, o outro lado do monarca. Não só por ter enganado Napoleão, mas, por suas atitudes em momentos críticos.

Acredito que devemos levar em conta que D. João não foi preparado para ser um rei, este cabia a seu irmão mais velho, o sucessor natural. Mas por uma sandice e ignorância da rainha, D. Maria I, seu herdeiro natural do trono, D. José, morreu de varíola em 1788.

Com essa perda inesperada, D. João foi obrigado a suceder a mãe, mesmo não tendo o “dom” natural para governar.

É muito interessante observar como o Brasil, no período colonial, já tinha problemas profundos em relação aos impostos e com a corrupção. De certo modo, posso dizer que nada mudou desde os idos de 1808.

Mas é notório que devemos muito a D. João, pois este país jamais seria uma nação com dimensões continentais  e  falando a mesma língua se não fosse as boas intenções e influencias do monarca.

Ele também nos proporcionou os primeiros momentos culturais e arquitetônicos, as primeiras e mais pelas obras e arquivos culturais, como a Biblioteca Nacional. Até hoje, podemos ir às cidades do Rio de Janeiro e Petrópolis, e nos deparamos com várias obras e monumentos construídos sobre suas ordens, que são patrimônios culturas e arquitetônicos do Brasil.  

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Subtítulo:

“Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil.”.



Contra Capa:

1808

Nunca algo semelhante tinha acontecido na história de Portugal ou de qualquer outro país europeu. Em tempos de guerra, reis e rainhas haviam sido destronados ou obrigados a se refugiar em territórios alheios, mas nenhum deles tinha ido tão longe a ponto de cruzar um oceano para viver e reinar dooutro lado do mundo. Embora os europeus dominassem colônias imensas em diversos continentes, até aquele momento nenhum rei havia colocado os pés em seus territórios ultramarinos para uma simples visita - muito menos para ali morar e governar. Era, portanto, um acontecimento sem precedentes tanto para os portugueses, que se achavam na condição de órfãos de sua monarquia da noite para o dia, como para os brasileiros, habituados até então a serem tratados como uma simples colônia de Portugal.



Obs.: este ano, 2014, saiu uma nova edição deste livro pela editora Globo Livros.
sábado, 18 de outubro de 2014
Título original: Defy The Eagle
Título: Domínio dos Deuses 
Autor: Lynn Bartlett
Tradução: Elza Joana Frezza
Editora: Nova Cultural
Ano: 1991
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Tenho que deixar claro, meu temor por romances históricos, digamos que minhas experiências em relação a essa categoria de literatura, não são muito agradáveis, e por esse motivo tenho normalmente um receio muito grande de ler romances históricos.

Mas a minha surpresa não poderia ser sido maior. Além de ter um texto elaborado, com surpreendentes momentos, o enredo é completamente cativante.

É impossível não se apaixonar pela história da nobre romana Lívia e do bretão Cedric.

Só para se ter uma pequena idéias das reviravoltas da história, em dado momento Lívia é escrava de Cedric. Algum tempo depois, Cedric é escravo de Lívia. Apesar disto eles são completamente apaixonados um pelo o outro.

O que atrapalhou em alguns momento o amor dos dois, com certeza foi o orgulho de cada. Mas com o amor conseguiram superar tudo. Adorável!!!


RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

ESPETACULAR AUTORA ROMÂNTICA,
NUM LIVRO QUE NOS TRAZ DE VOLTA
O FASCÍNIO DAS GUERRAS ENTRE POVOS
CELTAS E OS ROMANOS


Movido por uma fúria mais forte do que a paixão, Cedric encostou o punhal no peito de Lívia, pronto para liquidar a mulher que lhe invadia os sonhos e excitava seus sentidos.

Não, não podia matá-la

Lívia agora pertencia a seu povo, um penhor de guerra que cada homem de sua tribo iria querer para si.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014
Título original: Ethan
Título: Rendição ao Desejo 
Autor: Diana Palmer 
Tradução: Gracinda Vasconcelos
Série: Homens do Texas 05
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Vamos deixar claro alguns pontos, antes de qualquer coisa. Primeiro, Arabella é mais inocente que minha prima de 2 anos e cega como um morcegão. Mas temos que levar em conta que ela foi criada por um pai safado que só teve um objetivo na vida, ganhar dinheiro com o talento da filha, sem nunca se preocupar com o que ela queria ou sentia. 

Segundo, Ethan é um puritano, um frustrado que vive de mau-humor. Ele é o típico mocinho da Diana, mas tem um agravante, a ex-mulher periguete, que não larga do pé, só isso já é pra deixar qualquer um louco. Depois de esclarecer esses pontos, posso simplesmente dizer, para quem é fã da Diana Palmer, o livro é ótimo.

Tem tudo que autora adora escrever. E tudo que nos deixa loucas de ódio. E mesmo assim nós amamos. É inexplicável. Fazer o quê?

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Rendição
ao Desejo


Um coração partido.

Arabella Craig tinha 18 anos quando Ethan Hardeman abriu o coração dela para paixão... E depois se casou com outra. Quatro anos depois, uma tragédia o traz de volta à vida de Arabella. Ele continua alto e lindo, porém amargurado após o divórcio. Ethan controla o império de criação de gado da família com mãos de ferro e peito aberto. Menos no que se refere a Arabella... A convivência reacende o desejo e a dor que ela ainda sente. Ethan está perto, mas, ao mesmo tempo, sua alma está tão longe. Só que, desta vez, Arabella não deixará esse homem do Texas altivo e forte escapar... Ela o fará se render ao amor!




Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 

http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
segunda-feira, 13 de outubro de 2014
Título: Tirando de Letra 
Autor: Carlos Queiroz Telles 
Ilustrações: Michele Iacocca
Editora: Best Seller
Ano: 1993
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Sério, não considero este livro uma autobiografia, e sim um relato bem humorado, da vida profissional de uma pessoa, que viveu e vive da Comunicação. Carlos é um privilegiado, porque não ficou preso a só uma área da Comunicação.

Ele enveredou por, praticamente, todas as formas da Comunicação: anúncios, poemas, peças, roteiros, discursos entre outros. 

Além de um texto cativante e ágil, Carlos fecha cada "causo"; com uma frase que dá uma resumida no assunto. Tudo com muito bom humor, mesmo num mundo extremamente, estressante, como o da Comunicação.

Tenho certeza que as pessoas que gostam da Comunicação vão adorar este livro.

Putz, devo ter escrito 150 milhões de vezes a palavra COMUNICAÇÃO. 

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Subtítulo:

Um manual de sobrevivência na selva da comunicação Publicidade * Teatro * Jornalismo * Televisão



Sinopse:

Leitores e Leitoras!

Sejam bem-vindos a esta página! É muito bom saber que o meu livro está em suas mãos. Verdade! Todo autor só escreve para isso -ser lido... e sentir-se amado. Nada melhor, portanto, do que esta bajulação prévia. Agora, mais à vontade e contando com a sua simpatia e tolerância, vamos ao que interessa.

Não é todo dia que cai na cabeça de alguém a gloriosa possibilidade de escrever a respeito de si próprio. É um momento extraordinário, oportunidade única para pôr em dia as frustrações e, principalmente, a vaidade. Mas aí vem a autocrítica (quando vem...) e o quase-herói é obrigado a se perguntar:

-Será que alguém vai se interessar pelas coisas que eu fiz nesta vida?

Confesso que pensei no caso e resolvi fazer uma triagem das minhas memórias profissionais segundo o critério mais agradável possível - o humor. Assim, o que corria o risco de se tornar uma pretensiosa autobiografia, virou um bate-papo sobre o cotidiano de um cidadão que ganhou a vida enfrentando os mais variados desafios na selva da comunicação: anúncios, poemas, peças, roteiros, discursos, telenovelas, reportagens, romances, livros infantis e, agora, até memórias.

Excetuando algumas referências mínimas, deixei de lado minha vida familiar... e não familiar. Sem nenhuma pretensão didática ou moralista, amarrei cada caso com uma frase que fecha o sentido prático da experiência. Talvez elas possam ser úteis para pintar pára-choques de caminhões...

Quero terminar este começo com um recado do coração. Foram tantos e tão leais os companheiros e companheiras que me ajudaram em meus ofícios que seria impossível citar neste livro os nomes de todos. Por um lado, isso me aflige. Ninguém deveria ser esquecido. Por outro, me alegra. É um orgulho ter tantos e tão bons amigos e amigas. 
sábado, 11 de outubro de 2014
Título original: The Substitute Millionaire 
Título: Irresistível
Autor: Susan Mallery
Tradução: Gracinda Vasconcelos
Série: The Million Dollar Catch 01
Editora: Harlequin
Ano: 2014
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Julie Nelson, a belíssima advogada, especializada em comércio Chinês. Fala Mandarim. A mulher é fera. É obvio que ela já teve problemas amorosos, quando estava na faculdade foi enganada deliberadamente por seu noivo. Está traição marcou sua vida.

Ryan Bennett, lindo, milionário e bem-sucedido executivo. Como já nasceu rico sempre teve problemas com os avanços de mulheres que só estavam interessadas em seu dinheiro. Foi intensamente magoado pela mulher, que tinha intenções de se casar.

Já é possível prever que o relacionamentos dos dois não vai ser nada fácil, porque o histórico amoroso não ajuda muito, além disso, imagine uma tia-avó de coração se metendo na vida de seus sobrinhos-neto. Essas senhorinhas sempre fazem a maior confusão. 

Se já não bastasse, ainda tem primo e irmãs para piorar a situação. Não posso esquecer-me de pais ausentes e mamãe apaixonada e que tudo perdoa. 

Já deu pra perceber que é um romance megamovimentado.

RECOMENDADÍSSIMO!!!
     


Contra Capa:


Irresistível


O bem-sucedido executivo Ryan Bennett concordou em fingir ser seu primo rico para comparecer a um encontro às cegas. Desde o instante em que viu Julie Nelson até o momento que devia ter se despedido, ficou cativado a ponto de não resistir e aceitar o convite para passar a noite na cama dela. Após fazerem amor, Ryan confesa sua verdadeira identidade, alegando que a paixão despertada era verdadeira, apesar do disfarce. Mas Julie não aceita suas explicações. Ele havia se tornado um inimigo. E agora ela está grávida dele...  



Sinopse:


Susan Mallery:

A descoberta de novos familiares é um dos meus temas favoritos para escrever.


A avó Ruth não é do tipo que fica em uma cadeira de balanço tricotando. Em vez disso, é elegante, sofisticada e rica. Ela também tem um sobrinho postiço que adora, e decide que seria perfeito se sua neta se casasse com ele. Para incentivá-la, oferece 1 milhão de dolares para ela dizer "aceito". Nossa heroína fica tão chocada quanto intrigada. É muito dinheiro. Mas casamento? Com um total estranho? Bem, talvez se ele for mesmo perfeito...
quinta-feira, 9 de outubro de 2014
Título original: Pearl 
Título: Pérola 
Autor: Ruth Langan 
Tradução: Débora da Silva Guimarães Isidoro
Série: As Jóias do Texas 02
Editora: Nova Cultural 
Ano: 1998
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Acredito que a história de Pérola e Cal uma das mais interessantes, exatamente porque Pérola é a mais comum das irmãs Jewel, pois as outras três são exóticas. E ela aparenta ser uma dama na concepção da palavra, fútil e inútil. 

É obvio que ela não fútil ou inútil, apenas é diferente das pessoas que habitam o Texas selvagem, pois ela vem de uma cidade grande e foi moldada por uma Escola Para Moças. Nessa escola, ela de certa forma sofre preconceito por ser filha de pais não casados. E assim, acredita que não é digna de se casar e ter filhos, então, ela se prepara para o futuro estudando para ser professora.

Mas no Texas tudo é diferente. Ela vai se transforma e vai transformar as pessoas ao seu redor. A honra, o espírito nobre e o amor são forças da natureza de Pérola. Ela vai mostrar a Cal e seus alunos os significados destas palavras. 

Ohhh, é tão lindinho... espero que vocês gostem...

ADORO!!!!!!!!!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!!!



Contra Capa:

Pérola Jewel iria
           ensinar àquele arredio           
cowboy uma inesquecível
lição sobre o amor!!


O mundo de Cal McCabe era a imensidão da pradaria, sem ninguém além dele mesmo e de um passado sombrio por companhia. Até que, como uma brisa fresca e perfumada, Pérola veio agitar sua vida. Fascinante e arrojada, ela fez Cal desejar algo mais do que tórridos beijos: desejar tê-la junto de si todos os dias e todas as noites de seu futuro...
terça-feira, 7 de outubro de 2014
Título original: The Lost Symbol 
Título: O Símbolo Perdido 
Autor: Dan Brown
Tradução: Fernanda Abreu
Série: Robert Langdon 03 
Editora: Sextante
Ano: 2010
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

Como diz minha amiga Má, esse livro é um parto.

Todas as referências que fazem: a ciência, milagre, fé e tecnologia são totalmente viáveis, interessantes e muito bem elaboradas e descritas. 

Adoro o texto do Dan Brown, mas neste ele se perdeu cometeu erros terríveis para quem escreve um livro que faz parte de uma série. Encontrei duas falhas grotescas entre as páginas 170 a 202, que me deixarão totalmente desanimada e frustrada.

Além disso, Robert Langdon, em todos os livros que ele aparece é o protagonista... é ele que faz tudo acontecer, que salva o mundo. É o mocinho com todos seus conhecimentos, apesar de receber muita ajuda, quando tem todas as informações, acaba descobrindo o obvio. Neste livro isso não ocorreu.

Em muitas passagens ele era mero coadjuvante, quase irrelevante, pra mim perdeu todo o sentido de sua existência na história. Era quase como se ele fosse apenas uma muleta. Outros personagens já sabiam as resposta. Pra mim foi o fim do Langdon. 

O problema do livro, também está no personagem de Mal’akh. Ele não me desceu, não convence. Achei-o mal elaborado, há passagens totalmente fantasiosas e absurdas que nem uma criança acreditaria. 

É uma pena, porque houve vários momentos fantásticos e maravilhosos que ficaram perdidas no meio dessa loucura sem sentido, fico muito triste. 

Será que Dan Brown perdeu a mão?



Contra Capa:

"O Simbolo Perdido é denso, exótico, cheio de códigos e pistas, imagens impressionantes e a dinâmica incessante que torna impossível deixá-lo de lado. Esplêndido. Outra história arrebatadora de Robert Langdon." - The New York Times


Depois de ter sobrevivido a uma explosão no Vaticano e a uma caçada humana em Paris, Robert Langdon está de volta com seus profundos conhecimentos de simbologia e sua brilhante habilidade para solucionar problemas.

Em O Simbolo Perdido, o célebre professor de Harvard é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon - eminente maçom e filantropo - a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo.

Mal'akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo. 

Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian.

Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico.

O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está.

Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, desafiando-os a abrir a mente para novos conhecimentos.



Sinopse:

FATO

Em 1991, um documento foi trancado no cofre do diretor da CIA. O documento continua lá até hoje. Seu texto em código inclui referências a um antigo portal e a uma localização subterrânea desconhecida. O documento também contém a frase: "Está enterrado lá em algum lugar."

Todas as organizações citadas neste romance existem, incluindo a Francomaçonaria, o Colégio Invisível, o Escritório de Segurança, o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian (CAMS) e o Instituto de Ciências Noéticas.

Todos os rituais, informações científicas, obras de arte e monumentos citados neste romance são reais.  
domingo, 5 de outubro de 2014
Título original: The De Burgh Bride
Título: O Anel de Noivado 
Autor: Deborah Simmons 
Tradução: Elaine Moreira
Série: O Clã dos De Burgh 02 
Editora: Harlequin
Ano: 2011 
Comprar: Infelizmente só nos sebos.

Resenha:

Simplesmente... Geoffrey é maravilhoso, lindo, perfeito e o melhor De Burgh. E acho que a louca da Elene é a maior sortuda do planeta, que inveja!!! 

A primeira intimidade do mocinho e da mocinha têm uma descrição belíssima e sensual. Para Elene é um ritual de passagem, da mulher que teve que reprimir sua feminilidade, para uma mulher sensual, que se transforma nos braços de Geoffrey. 

Sobre possíveis mutilações nesta edição, não encontrei nenhuma. Me pareceu que a história estava completa. Já li, várias edições diferente, apesar de que, ainda não li a versão em inglês. A única diferença é em relação à "termos" que tem certas variações, de tradutor pra tradutor, mas nada que influencie a estória. 

Adorei o que Elene deseja que aconteça aos irmãos De Burgh, na minha visão, uma belíssima forma de se vingar, dos orgulhosos e arrogantes rapazes. Kkkkk... 

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

O Anel de Noivado
DEBORAH SIMMONS


Para todos, Elene Fitzhugh era uma megera. Ela matara o seu primeiro marido a sangue-frio e agora o Rei havia decretado que um De Burgh a desposasse. Mas Elene faria qualquer coisa para ficar livre dos votos matrimoniais, mesmo que tivesse de enfrentar um poderoso guerreiro. Para Geoffrey, à primeira vista sua futura esposa era uma criatura selvagem, irracional e perigosa. Mas ele honraria a ordem do Rei. Seria o jeito calmo e afetuoso de Geoffrey De Burgh um trunfo para conquistar Elene e transformar o casamento arranjado em um amor traçado pelo destino? 



Obs.:  Li recentemente uma versão mais antiga deste livro, infelizmente, as versões da harlequin omitem  uma pequena passagem no epílogo, onde Geoffrey faz uma comparação simples para explicar o porquê ele se apaixonou e ama tanto sua esposa. Não muda em nada a história, mas é uma passagem tão fofa... 04/07/2015.
sexta-feira, 3 de outubro de 2014
Título original: The Pride Of Hannah Wade
Título: O Orgulho de Hannah 
Autor: Janet Dailey 
Tradução: Maria Clara de Biase Fernandes
Editora: Record
Ano: 1987 
Comprar: No site da Livraria Folha.


Resenha:

Fico impressionada que Hannah tenha sobrevivido a tudo que passou: sequestro, escravidão, fome, frio e abuso sexual. 

E quando é resgatada, pensa que o sofrimento acabou e que as pessoas ficariam orgulhosas de sua coragem e capacidade de sobreviver. 

Depois de tudo, ela achou que seria acarinhada e recebida de braços aberto pelo marido e amigos. 

Doce engano, não, não...

O marido, um bastado egoísta, a repudiou miseravelmente. E os vizinhos e amigos, também a criticaram por ter sobrevivido. Tanto para o marido e amigos, Hannah deveria ter dado cabo de sua vida, se matado honrosamente. 

Isso me deixa enojada.

As únicas pessoas que se salvam nesta história e o Capitão Jake Cutter e a própria Hannah, o resto é a escoria. Não pense que o livro é ruim, pelo contrário, para entender é preciso lê-lo.

RECOMENDADÍSSIMO!!! 



Contra Capa:

"O ORGULHO DE HANNAH MOSTRA QUE JANET DAILEY CONTINUA EM PLENA FORMA."
-Publishers Weekly

No inóspito território do Novo México, Hannah Wade foi capturada e escravizada por uma tribo de apaches sedentos de vingança. Só a sua vontade inquebrantável de viver permitiu que ela não sucumbisse a tantas torturas e humilhações.

Finalmente libertada, Hannah volta para um marido que a repudiou e às antigas amigas que a consideram prostituída e degradada. Mas Hannah pôde lutar por sua honra com a ajuda do único homem que reconheceu o seu valor e a sua coragem... o homem que ficou a seu lado numa terra varrida pelo ódio e pela injustiça...



Sinopse:

O ORGULHO
DE HANNAH

Hannah Wade nunca tivera idéia da intensidade de sua coragem, do seu amor e de sua vontade de viver. Até que um evento cotidiano se transforma num pesadelo. É março de 1876, e Hannah se diverte cavalgando perto do forte Bayard, no território do Novo México, para onde seu marido, o major Stephen Wade, fora designado. Ela e seus companheiros caem em uma emboscada preparada por um bando de apaches liderados pelo guerreiro Lutero. Hannah, a única sobrevivente, torna-se prisioneira dos índios saqueadores. Movida pela vontade de viver e pelo amor a seu marido, Hannah consegue sobreviver aos meses de cativeiros. Sempre agarrando-se à esperança de ser resgatada, ela resiste à escravidão, à comida escassa, aos rigores da vida, ao relento e ao domínio de Lutero.

Finalmente, Hannah é resgatada por um destacamento de soldados do grupo de seu marido, liderado pelo capitão Jake Cutter. Volta então para Stephen e sua antiga vida, aliviada pelo término de seus sofrimento. No entanto, sua gratidão e esperança logo se transformam em raiva quando depara com olhares críticos e os comentários cruéis de seus vizinhos e outrora amigos. Mais uma vez, agora contra a intolerância e o preconceito, Hannah precisa invocar o orgulho e a coragem que a haviam sustentado durante o cativeiro, já que até mesmo seu marido trava uma batalha emocional com ela, rivalizando em crueldade com seus antigos captores.

O Orgulho de Hannah vem dar continuidade ao sucesso de Janet Dailey, autora de inúmeros e extraordinários romances, já publicados em dezessete línguas e vendidos em noventa países. Entre seus bestsellers incluem-se Amante Indócil, Amor Proibido, A Carícia do Vento, Os Donos da Terra e As Moças de Azul, todos publicados pela Record. Esta é Janet Dailey em seu melhor estilo: sua notória habilidade em recriar o Oeste americano é aqui realçadas pela corajosa heróina e pelo rude e cativante herói.
quarta-feira, 1 de outubro de 2014
Título original: All The Queen's Men
Título: Atração Implacável 
Autor: Linda Howard 
Tradução: Carolina Caires Coelho
Série: John Medina 02 
Editora: Bertrand
Ano: 2008
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenhas:

Porque o que é bom dura tão pouco? 

Amo os livros da Linda, sempre são tão emocionantes.

Bem, já era fã do John Medina quando li o primeiro livro da trilogia, Revelações, mas agora, tô completamente apaixonada. O cara é o meu fim.

Simplesmente adoro personagens que a autora consegue demostrar toda sua vulnerabilidade, seus pecados e deixa-los menos heróis e muito mais humanos, com defeitos e erros.

John é assim, está longe de ser perfeito. Não há dúvida que é um agente excelente, um homem extremamente controlado e focado, mas que perde o controle, no que diz respeito a Niema.

Por falar em Niema, que mulher mais louca, uma pessoa que se apaixona, não uma, mas duas vez por "espiões" ou "agentes", como queira, é completamente doida.

A dobradinha foi muito interessante, apesar de John ser louco também, putz, o cara arriscou muito, para ficar do lado desta mulher. A missão foi muito intrigante, com um que dos livros de James Bond.

Mas no que se refere a intimidade dos dois, foi milhões de vezes melhor, literalmente inaplacável. kkk... 

RECOMENDADÍSSIMO!!!!



Contra Capa:

O passado foi mortal...

Ninguém conhece melhor os riscos de se aproximar de John Medina, o lendário agente secreto da CIA, do que a especialista em sistemas de comunicação Niema Burdock. Cinco anos atrás, ela e o marido trabalharam co Medina numa missão explosiva que terminou em tragédia. Apesar de ter se recuperado da terrível perda que sofreu, Niema planejava nunca mais ver Medina. Até agora.


E a história está prestes a se repetir...

Um negociante de armas francês está fornecendo munição a terroristas internacionais. Mesmo indo contra os seus instintos, ela entre no glamouroso mundo do criminoso. Mas, quando o plano dá errado, Niema e Medina devem fugir para um local desconhecido - e logo percebem que a parceria entre eles é nutrida por uma grande carga de erotismo. Em um mundo de decepções, John Medina mais uma vez deixa Niema vulnerável diante de um grande perigo... e de desejos até então desconhecidos.  

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email