quinta-feira, 30 de julho de 2015
Título original: Cordina's Crown Jewel
Título: Noites de Tentação
Autor: Nora Roberts
Tradução: Deborah Barros
Série: O Reino de Cordina 04
Editora: Harlequin 
Ano: 2013
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Até quem fim!!! Não é por maldade. Simplesmente fico feliz por Nora ter colocado um ponto final, nesta série sobre a realeza.

Sempre tenho um pé atrás com a nobreza, mas Camilla é uma personagem muito interessante. Com uma personalidade no mínimo intrigante.

Já o gato arqueólogo Del, foi um chato em alguns momentos, mas uma coisa em outros. Impossível não se apaixonar pelo ogro.

Devo admitir que gostei muito do texto e das consequências.

RECOMENDO!!!



Contra Capa:

Durante algumas semanas, Sua Alteza Real Camilla de Cordina tem a chance de ser apenas Camilla MacGee. Trabalhar em Vermont para o belo e rabugento arqueólogo Delaney Caine, parecia ser o refúgio perfeito. Mas logo a falta de paciência com o chefe se transforma em admiração, e a admiração em desejo. Ela sabe que, cedo ou tarde, terá que confessar sua verdadeira identidade. Mas não tem certeza se Delaney corresponderá ao seu amor, ou se mandará de volta para seu reino!

domingo, 26 de julho de 2015
Título: O Ladrão de Palavras
Autor:  Marco Túlio Costa
Ilustrações: Walmir Amaral 
Editora: Record
Ano: 2002
Comprar: Nos seguintes sites: Amazon, Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

É uma grande brincadeira com os personagens dos quadrinhos. Que pretendem nos salvar de criaturas ou monstros meio homem, meio máquina, que querem se apoderar do nosso planeta, para nos escravizar.

Apesar da situações engraçadíssimas e emocionantes desta história, escrita em 1983. Podemos observar a atualidade do texto, que naquele "tempo" já criticava de forma muito criativa as loucuras que humanidade ainda faria por causa dessa alucinante enxurrada de alta tecnologia.

Além do óbvio, que é salvar o planeta dos homens máquinas. O livro é uma bem humorada crítica ao mundo civilizado e aos meios de comunicação que manipulam destacadamente as massas, conduzindo os mesmos para onde querem.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

- VOCÊ NÃO SABE DE NADA? ATLÂNTIDA FOI  TOMADA POR ANDRÓIDES! 
Super-anti-heróis, parodiando os personagens dos quadrinhos, comandam as ações emocionantes e vivem as situações engraçadíssimas desta história.

ZONZO COLA O OUVIDO NO CHÃO E AGUARDA
- HUMM... ALGUÉM SE APROXIMA  A  213 METROS E 47 CENTÍMETROS. 
Nas ruas confusas e traiçoeiras de uma cidade descomunal eles combatem criaturas estranhíssimas, híbridas de homens e máquinas, em busca de um ser poderoso e invisível, que escraviza e manipula o mundo inteiro.

- SOLTEI-LHE A MÃO FRIA E EVITEI OLHAR SEU ROSTO DE MEDUSA!
Ao final desta busca ao grande vilão, acabamos encontrando o nosso próprio retrato de ser humano: esse desorientado animal preso e esquecido na teia de sua alucinante tecnologia.

... UM DISPARO DE LASER PASSOU ACIMA DE SUAS CABEÇAS.
Assim, mais do que uma aventura de mocinhos e bandidos, O Ladrão de Palavras é uma sátira penetrante ao mundo civilizado e nos leva a pensar sobre a força dos meios de comunicação de massa na condução das multidões.

sexta-feira, 24 de julho de 2015
Título original: The Paternity Test
Título: Teste de Paternidade
Autor: Sherryl Woods
Tradução: Maria Vianna
Série: Especial Coração de Mãe 01.2
Editora: Harlequin
Ano: 2015
Comprar: É possível compra no site www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

É incrível como se pode encontrar soluções para o impossível quando se usa o bom senso e a criatividade.

Achei linda a história casal, sempre foram apaixonados um pelo outro, mas queriam coisas diferentes. 

É sempre assim, as pessoas passam traumas durante toda a infância. E quando chegam à fase adulta, tem tanto medo de sofrer que se protegem de forma exagerada. Mas como dizem por aí "...alguém têm que ceder".

Apesar de ser um texto maravilhoso, achei Jane, egoísta, intransigente, ela poderia ser mais ponderada e mais compreensiva. Mike pelo menos me pareceu um homem de visão e com muito bom senso.

Ele acabou fazendo com que tudo desse certo e ela acabou conseguindo o que queria, mas só foi possível porque Mike é inteligente, caso contrário Jane teria colocado tudo a perder.

Em muitas vezes nós mulheres somos tão complicadas, que acabamos irritando a todos e a nós mesmas. Aff!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Teste de Paternidade
Sherryl Woods

O sinal de positivo apareceu no teste de gravidez de Jane Dowson a tempo de impedir que seu relógio biológico avançasse ainda mais. Só havia um probleminha: seu ex-namorado estava preste a se tornar papai!



Sinopse:

Querida leitora,

No mês das mães a Harlequin lança mais uma novidade. A edição especial Coração de Mãe, com três histórias inéditas escritas por grandes damas do romance: Diana Palmer, Sherryl Woods e Leanne Banks. Mas esse livro não é dedicado apenas às leitoras com filhos. Especial Coração de Mãe é para todas as fãs de nossos romances que estão sempre em busca de mais uma história, de mais um enredo, de mais uma paixão... Pois em seus corações, assim como nos maternos, sempre cabe mais uma emoção!
quarta-feira, 22 de julho de 2015
Título: Crônicas de uma Namorada (e de uma Família Paulistana nos Anos Cinqüenta)
Autor: Zélia Gattai
Editora: Record
Ano: 2002
Comprar: Nos seguintes sites:  Livraria Saraiva e Livraria Folha. 


Resenha:

Este livro vai nos apresentar a história de Geana, 15 anos, uma típica adolescente dos anos 50. Que esta apaixonada, por um homem mais velho, o Beto.

O rapaz não passa de um safado, aproveitador, que beneficiou-se da ingenuidade da menina e ainda por cima encheu sua cabecinha de sonhos impossíveis.

Um ponto alto da trama são os parentes e agregados (qual família de italianos que não tenha agregados, são quase regras nestas famílias), na da Geana eles são hilários e intrometidos, adoro!!!

É muito bom observar Geana fazendo suas primeiras descobertas sobre o mundo e principalmente se auto-conhecendo, descobrindo sua sexualidade, personalidade e a formação de seu caráter.

O livro é maravilhoso, mescla uma carga dramática (não poderia ser diferente numa família de italianos exagerados), com uma leveza poética e divertida, esse humor na dose certa.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Este é o primeiro romance de Zélia Gattai e retrata a São Paulo dos anos 50, tendo como fio condutor a história de Geana, uma garota de 15 anos, neta de italianos, que se apaixona e descobre as dores e delícias do amor.
segunda-feira, 20 de julho de 2015
Título original: Enchanted 
Título: Enfeitiçado
Autor: Nora Roberts
Tradução: Maurício Araripe
Série: O Legado dos Donovan 04
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.



Resenha:

É obvio que os Donovan não são fáceis de encarar, mas Liam superou qualquer expectativa. Putz!!! Que cara mais rabugento, cabeça dura e dominador.

Sério, o cara é mega chatinho. Tudo bem, ele também é belo e gostoso, mas super, mega, cri cri...

Tão diferente da fofíssima Rowan. Foi tão bonito acompanhar seu encantamento com tudo, e todas as mudanças que ocorreram num piscar de olhos.

Ela é tão encantadora que a chatice de Liam se ameniza quando ela esta por perto.

Não se pode esquecer que foi maravilhoso, uma delicia rever todos os personagens dos livros anteriores.

RECOMENDO!!!!



Contra Capa:

A atração que a encantadora e ingênua Rowan Murray exerce sobre o enigmático Liam Donovan é mais forte do que ambos sonhavam ser possível. Assim como ela, Liam precisa tomar um rumo definitivo na vida. Mas os dois estão dominados pelo poder que corre em suas veias, contudo, somente ele tem conhecimento desses dons. Por isso, antes de entregar seu coração, Liam precisará revelar a Rowan a incrível verdade sobre ele... e sua família.
sábado, 18 de julho de 2015
Título: Minhas Mulheres e Meus Homens
Autor: Mario Prata 
Editora: Objetiva
Ano: 2001
Comprar: Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Vamos esquecer por um minuto o autor.

Pense, você está numa livraria à procura de um livro pra comprar. E vê uma propaganda grande acima de sua cabeça, um belíssimo cartaz que diz unicamente o título do livro "Minhas Mulheres e Meus Homens". O que você pensa?

-Deve ser as memórias de um homossexual que demorou a se encontrar e só se liberta depois de várias experiências heterossexuais. 

-Talvez uma puta velhaca que conta todas as suas aventuras num puteiro de quinta categoria.

-Um romance erótico em que há vários Doms e Subs de todos os sexos e gêneros, uma verdadeira orgia.

Bom, depois destas propostas de enredos, devo dizer que não é nenhuma alternativa. O livro apenas conta histórias engraçadíssimas, sobre pessoas conhecidas do grande público e anônimos queridos, que fizeram e fazem parte da vida deste maravilhoso autor chamado Mario Prata.

Então, não comece com desculpas esfarrapadíssimas, comece a ler o livro é se divirta muitooooo...

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Sim, você os conhece - todos esses homens e mulheres. Porque são famosos. Ou porque são iguaizinhos aos amigos que  o e tem, aos seus pais distantes (ou muito próximos), aos filhos, aos amantes que teve ou planeja ter. 

Minhas mulheres e Meus homens é uma agenda íntima, decifrada em histórias deliciosas. Um retrata da família brasileira, com todos os seus pecados e virtudes.

É também uma espécie de autobiografia de Mario Prata, que além de escritor famoso é um divertidíssimo contador de histórias.



Sinopse:

Mario Prata tem quase 600 telefones na sua agenda. Um dia começou a prestar atenção naqueles nomes todos e viu que, com cada um deles, tinha vivido uma ou mais histórias - de amor, amizade, paixão, aventura, medo, 

Foi assim que nasceu este livro. De histórias reais. Minhas mulheres e Meus homens, um quase-livro de memórias, um tipo de autobiografia precoce.

Tem pai e mãe, filho e filha, mulheres, amantes, escritores, cantores, atrizes, jornalistas, gente muito ilustre - e anônimos queridíssimos.

Divirta-se com a turma do Mario Prata, uma espécie de grande família brasileira, amorosa e divertida, cheia de mulheres e homens engraçadíssimos. Ele conta tudo. Só não dá o número do telefone.

quinta-feira, 16 de julho de 2015
Título original: The Fall Of Shane MacKade
Título: O Despertar de Shane MacKade
Autor: Nora Roberts
Tradução: Alda Porto
Série: Os Irmãos MacKade 04
Editora: Harlequin
Ano: 2012
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Sem duvida alguma Shane é o melhor dos quatro irmãos, mesmo sendo muito bobo, ele ainda é o melhor. 

Por quê? 

Muito simples, ele é muito engraçado, a questão é que ele brinca com tudo, não leva ninguém a sério, muito menos a si mesmo. 

Por isso não consegue perceber o que está acontecendo entre ele e Rebecca. Apesar de estar bem claro, ele é tão cego como um morcego.

E como ele não deseja ter um relacionamento sério, não percebe que seus sentimentos estão impregnados, não consegue ver que tudo mudou. E que está completamente apaixonado, simplesmente é muito bobo.  

Foi demais observar a queda do caçula dos MacKade. Sem duvida o melhor livro dos quatro.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Restava apenas um irmão MacKade
a ser conquistado.

Shane MacKade amava as mulheres. Porém, ainda não havia aparecido uma que o fizesse assobiar a marcha nupcial! Até Rebecca Knights se instalar em Antietam com a missão de realizar uma pesquisa histórica sobre a cidade. Apesar de já ter conhecimento acerca do lendário charme dos irmãos MacKade, ela estava muito mais focada em fazer outras descobertas. Por isso, se Shane quisesse atrair sua atenção, talvez tivesse que fazer um pedido um pouco mais corajoso e ousado. Pois, ao que tudo indicava, ele finalmente encontrará a mulher de sua vida...
terça-feira, 14 de julho de 2015
Título original: The Dark Arena
Título: A Guerra Suja
Autor: Mario Puzo
Tradução: Áurea Weissenberg
Editora: Record
Ano: 1955
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Este é o primeiro livro de Mario Puzo, para quem está costumado com O Poderoso Chefão, pode não gostar de A Guerra Suja. Particularmente adoro. Acho o livro um relato fiel de uma Alemanha devastada e subjugada pelos americanos após a derrota na Segunda Guerra Mundial.

A obra conta a história de Walter, jovem soldado americano, que se alista ao exercício com o idealismo de combater o nazismo que oprimia os judeus. Infelizmente, ele logo foi corrompido pelos horrores da Guerra. É assim se tornando um homem sem escrúpulos, frio e que gosta de matar.

Com o fim da Guerra ele volta pra casa, mas não consegue se adaptar ao seu antigo estilo de vida americano. A família e a noiva o sufocam, para fugir desta prisão que se tornou seu próprio país, ele volta para Alemanha. E encontra uma Alemanha devastadas e sua amante alemã que havia deixado grávida.

Hella, jovem alemã, que Walter havia abandonado, quando voltou ao seu país. Perdeu o bebê em sua ausência e agora vive na penúria. Sem muitas alternativas o soldado convida a jovem para morar com ele no alojamento dos soldados americanos.

Vivendo com o bom é o melhor que um alojamento americano pode oferecer, Hella engravida outra vez. Assim sendo o exército e o governo americano autorizam o casamento de Walter e Hella. 

Com essa nova situação eles se mudam do alojamento para uma casinha, onde vão dividi-la com uma viúva. No novo lar, o casal vai viver um momento perfeito, onde podem ignorar o que está acontecendo fora de sua perfeita residência.

Mas infelizmente, ninguém consegue camuflar a realidade por muito tempo. É o caos bate à porta da vida perfeita, e destrói tudo com sua realidade imperfeita. Num final surpreendente.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

A GUERRA SUJA

No mundo traumatizado do após-guerra,
um jovem soldado, marcado pela terrível experiência 
que ele é o mundo acabavam de viver, ambicionava
o dinheiro, as mulheres e o poder.
Desalmado, frio, gostava de negócios escusos
e não tinha medo de matar.

Num mundo de poder sem limites
e de influências sem escrúpulos, um mundo fora,
além e acima da lei, ele tinha agora ocasião de
pôr em pratica tudo o que aprendera:
as regaras da traição e da lealdade,
da violência e da astúcia.

Considerada pela crítica uma das
melhores obras publicadas sobre o após-guerra,
este admirável romance é mais um sucesso
do consagrado
Mario Puzo
autor de O poderoso chefão, O siciliano, 
O Imigrante feliz, e Os tolos morrem antes.



Citação:

"País e mestres, pergunto a mim mesmo, 'Que é inferno?' E afirmo: É a incapacidade de amar."

"Oh, há os que permanecem orgulhosos e violentos mesmo no inferno, apesar do conhecimento exato e da contemplação da verdade absoluta; há alguns temíveis, que se entregam totalmente a Satã e ao seu espírito altivo. Para este, o inferno é voluntário e eterno; são torturados por sua livre escolha, pois amaldiçoaram a si mesmos, amaldiçoando Deus e a vida. Vivem de seu orgulho vingativo como um homem faminto surfa no deserto seu próprio sangue. Mas estão sempre insatisfeitos, recusam o perdão, amaldiçoam Deus que os chama. Não podem contemplar o Deus vivo sem ódio e clamam que o Deus da vida deveria ser aniquilado, deveria destruir a Si mesmo e a Sua própria criação. E arderão para sempre no fogo da própria irá, ansiando pela morte e destruição. Mas não conseguirão a morte..."

Os Irmãos Karamazov
FYODOR  DOSTOEVSKY
domingo, 12 de julho de 2015
Título original: Calamity Mom
Título: Candidata À Mãe
Autor: Diana Palmer
Tradução: Maria Vianna
Série: Especial Coração de Mãe 01.1
Editora: Harlequin
Ano: 2015
Comprar: É possível compra no site www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

História diferente das habituais escritas pela autora, penso que a editora deu uma atualizada no texto, calma! Na realidade acredito que eles omitiram informações que poderiam datar o texto. Nada que prejudique o enredo. 

Bom, a história tem 22 anos e nada mostrou durante a leitura que é um texto da década de 90. O enredo é ótimo, tem muitas das características básicas da forma de escrever da Diana Palmer. Mas ao mesmo tempo parece muito atual para ser um texto dela.

É óbvio que a mocinha e loura e virgem. O mocinho é machista e convencido, mesmo assim, houve momentos que pensei estar lendo outra autora.

Estranho!!!

O que não tira o mérito da história, pelo contrário. Vale dar mais que uma olhadinha...

RECOMENDADÍSSIMO!!!!



Contra Capa:

TRÊS HISTÓRIAS CLÁSSICAS 
SOBRE FILHOS GRANDES,
FILHOS PEQUENOS E PAIS DE
PRIMEIRA VIAGEM!

Candidata a mãe 
Diana Palmer


Uma mulher perfeita para ser mãe... Esse era o desejo do filho de Faulkner Scott. Com 12 anos de idade, o garoto decidirá eleger Shelly Astor ao cargo. Agora teria apenas que convencer seu pai de que ela apresentava todas as qualidades.



Sinopse:

Querida leitora,

No mês das mães a Harlequin lança mais uma novidade. A edição especial Coração de Mãe, com três histórias inéditas escritas por grandes damas do romance: Diana Palmer, Sherryl Woods e Leanne Banks. Mas esse livro não é dedicado apenas às leitoras com filhos. Especial Coração de Mãe é para todas as fãs de nossos romances que estão sempre em busca de mais uma história, de mais um enredo, de mais uma paixão... Pois em seus corações, assim como nos maternos, sempre cabe mais uma emoção!



Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 
http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil. 
sexta-feira, 10 de julho de 2015
Título: Suor
Autor: Jorge Amado
Editora: Record
Ano: 1986
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha e Amazon


Resenha:

Suor mostra a típica visão socialista da grande parte dos autores da época. Extremamente realista, apresenta um grupo de moradores de um prédio na ladeira do Pelourinho, em Salvados, Bahia.

Um cortiço em péssimas condições de higiene, inquilinos famintos, subjugados pelo sistema capitalista, sendo explorados e sem direitos trabalhistas.

O personagem principal é sem dúvida alguma o cortiço, onde vivem homens mulheres, jovens, velhos e crianças. É assim são narradas todas as situações que acontece neste local. As aventuras sexuais dos moradores com prostitutas ou com as duas bichas velhas do prédio.

Também o pensamento religioso dos moradores, o desejo de ajudar a igreja e o medo dos trabalhos de macumba. Os ideais anarquistas que são apresentados por um sapateiro espanhol, aquecem o coração destes inquilinos tão desprovidos.

Felizmente, tudo parece mudar quando vigilância sanitária chaga ao prédio e encontra um foco de mosquitos transmissores, numa privada no porão, e aplica multa. Mas o dono do cortiço se recusa a pagar, tenta coagir os moradores a pagar a multa.

Os moradores se revoltam, querem que o dono do prédio pague a dívida. Eles tomam consciência de que juntos podem acabar com a opressão de que são vítimas.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Um casarão do Pelourinho transformado em cortiço, com suas dezenas de moradores pobres e marginalizados, é o ambiente de Suor, publicado em 1934, quando Jorge Amado tinha 22 anos. De modo cru, mas com sua característica prosa envolvente e calorosa - sempre atenta à musicalidade da fala popular -, Jorge narra um cotidiano de miséria, falta de higiene e ausência de perspectivas. Nos quartos precários do cortiço, homens e mulheres convivem com ratos e baratas e dão vazão às pulsões mais básicas.

Os diversos personagens ganham em algum momento o primeiro plano do relato. Há o mascate judeu que percorreu o mundo e fala oito línguas, o homem sem braços que faz propaganda de lojas, a velha prostituta que não consegue mais arranjar freguês, o operário anarquista que vive com um gato, a costureira que sonha com um casamento para a afilhada virgem, entre outras figuras sofridas.

Jorge Amado cria ao mesmo tempo um painel social e um estudo sutil dos sentimentos humanos que florescem nas situações mais adversas. Apesar da dureza do dia a dia, o humor e a solidariedade encontram frestas para se manifestar, e uma crescente consciência política se espalha entre alguns moradores do cortiço.
quarta-feira, 8 de julho de 2015
Título: A Volta da Graúna
Autor: Henfil
Prefácio de Ivan Cosenza de Souza
Apresentação Ziraldo Alves Pinto
Editora: Geração Editorial
Ano: 2003
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Para quem gosta de quadrinho, tem que conhecer a obra deste cartunista simplesmente fantástico que é o Henfil. 

Além dos quadrinhos, Henfil escreveu artigos ("Cartas da Mãe"), livros ("Diário de um Cucaracha", "Henfil na China"), teatro, TV e cinema.

Neste livro vamos rever as aventuras de um trio de personagens da caatinga:  a Graúna, o bode Francisco Orelana e o cangaceiro Zeferino. De primeiro já se percebe que as historinhas se passam no Nordeste com um sol escaldante e que o coronelismo ainda está presente, tentando impedir que seu povo de viver e ser feliz.

Zeferino é o líder do trio. O pode Orelana (...um explorador do rio Amazonas e herói do imaginário sul-americano... nas palavras do também cartunista Spacca) que devora livros. Já a Graúna é um passarinho negro com uma barriguinha redonda, dois pauzinhos como perninhas, um rabinho é um pauzinho na horizontal como pico que segura os olhos. Parece um desenho de criança, mas um dos personagens mais complexo e divertido que já li.

Graúna é cheia de facetas, é tudo ao mesmo tempo agora. Há momentos que ela é ingênua, mas logo mostra sua esperteza. Depois, parece doce e infantil, mas acaba se mostrando sensual.

No prefácio o Ivan, filho do Henfil, da uma dica: - "A Graúna pode ser lida por crianças, que se apaixonaram por sua parte rebelde, mesmo sem entender o teor político de sua atuação...". É um livro para todos sem exceção.

RECOMENDADÍSSIMO!!!




Contra Capa:

"Morro, mas meu desenho fica"
Henfil



Sinopse:

A vida às vezes nos prega peças amargas. Henfil já estava condenado à morte por causa da Aids - que contraiu devido a uma transfusão de sangue - quando nós o convidamos para trabalhar conosco no Caderno 2 do Estado de S. Paulo, do qual eu era editor, em 1986. Henfil era o mais importante cartunista e humorista brasileiro da época, e ainda estava sendo muito patrulhado, pela direita e pela esquerda, por não ter aderido ao complô que elegeu Tancredo Neves para presidência da República.

Tínhamos vivido na mesma triste e pobre cidade de Minas - Bocaiúva, no miserável Vale do Jequitinhonha - e trabalhado no mesmo jornal de resistência à ditadura militar - o velho Pasquim - mas, por incrível que possa parecer, não nos conhecíamos pessoalmente. Tínhamos uma grande antipatia um pelo outro, embora eu admirasse o trabalho dele e fôssemos muito parecidos, no nosso radicalismo e na nossa cruel intolerância em relação aos nossos adversários. Uma luta política estéril é completamente sem sentido nos tinha separado.

Éramos - tanto ele quanto eu - extremistas radicais e apaixonados: defendíamos com unhas e dentes nossas frágeis verdades. Mas aprendemos a gostar um do outro no convívio que se estabeleceu desde então, no Caderno 2. Livre outra vez para criar, Henfil de certa forma ressuscitava para o público. Creio que ele nunca teve tanta liberdade. Acho que foi feliz.

Ele já estava condenado à morte quando começou trabalhar conosco, mas era surpreendente sua energia, sua vontade de transformar o mundo. Estava já muito abatido pela doença, mas parecia mais humano, mais doce, mais tolerante com as pessoas. Henfil morreu sem perdoas aqueles que traíram o movimento das Diretas Já, mas já não era o intelectual agressivo e cruel que chegará a "matar" a cantora Elis Regina só porque ela havia cantado na abertura da Olimpíadas do Exército, durante a ditadura.

No final da vida, ironia do destino, foram jornais conservadores - O Estadão e  O Globo - que garantiram emprego e sobrevivência para esse grande artista. Quando já não tinha forças para o trabalho diário, pediu - e obteve - permissão para publicar as antigas historias da Graúna, de Zeferino e do Bode Orelana na página de quadrinhos. A história da incrível Graúna (que Geração Editora também vai publicar) saiu no Estadão até o dia da morte de Henfil. Quem acompanhou pôde perceber uma trágica realidade: o Brasil da Graúna era o Brasil de Médici, Geisel e Figueiredo - mas era também o Brasil de José Sarney, assim como poderia ser o de Fernando Collor.

Ai de nós: quem ler estas histórias do Fradim, velhas de mais de 20 anos, vai descobrir que ainda retratam nosso pobre país. Um país que assassina a lucidez e a independência e premia o corrupto, o incompetente, o que se curva a se vende. O país em que os grandes ladrões não são punidos.

Reler, ou, para as novas gerações, descobrir Henfil e seus personagens é um exercício de cidadania. Este A Volta do Fradim é o primeiro volume de uma série que Geração Editora pretende publicar, para resgatar a obra eterna desse grande brasileiro que foi Henfil. Ele foi exemplo de dignidade, coerência e força humana. Ele foi - na pureza dura e paradoxalmente firme de seu traço frágil, mas cortante - um criador. Um patriota. Um lutador.
-Luiz Fernando Emediato
Editor
segunda-feira, 6 de julho de 2015
Título original: The X Files: Goblins
Título: Duendes
Autor: Charles Grant
Tradução: Georges Ribeiro
Série: Arquivo X 
Editora: Mercuryo (Unicórnio Azul)
Ano: 1995
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha: 

Uma das séries de maior sucesso da década de 90. Arquivo X abril as portas para inovação das séries de ficção científica, transformando hoje as séries deste gênero em ultramodernas. 

Na série, nos livros e como nos filmes. Os agentes do FBI Fox Mulder e Dana Scully são investigadores de Arquivo X: casos não solucionados envolvendo fenômenos paranormais (Mutantes, Alienígenas e OVNIs)

O Agente Mulder acredita em tudo, em extraterrestres e em paranormalidade. Já sua colega Scully, é uma médica cética. No início ela é designada para fazer análises científicas das descobertas de Mulder. Depois de algum tempo, sua função era manter seu parceiro na linha. Do meio para fim da série eles desenvolveram um relacionamento mais próximo, dando início ao sentimento platônico e por fim transforma-se num relacionamento romântico, principalmente no fim da série.

Neste livro Duendes, os agentes tem que resolver uma série de fatos misteriosos com muita discrição e bem depressa. Antes que a população descubra o que realmente está acontecendo e perceba que há muitas "coisas" entre nós e entre em pânico.

RECOMENDADÍSSIMO!!!!



Contra Capa:

ARQUIVO X

Acompanhe Fox Mulder, o agente mais audacioso e anticonvencional do FBI, e sua parceira, Dana Scully, designada para mantê-lo na linha, nos mais estranhos e insólitos casos do Bureau: mutantes assassinos, piromaníacos telepatas, parasitas alienígenas de 200 mil anos, aparições de OVNIs, além de governos que injetam DNA alienígena em bebês... Casos misteriosos que o FBI quer resolver discretamente, e bem depressa, antes que o público descubra o que realmente está lá fora e entre em pânico. São os casos arquivos como X.



Sinopse:

A VERDADE ESTÁ 
LÁ FORA.

Arquivo X é uma série policial sobre mistérios paranormais e discos voadores, que se transformou em sucesso mundial de audiência, fenômeno comparável ao de Star Trek. Ganhadora de Golden Globe de melhor seriado de 94 e também finalista do Grammy, Arquivo X conquistou o mundo, fazendo sucesso atualmente em 61 países, sempre líder de audiência.

Criado por Chris Carter no início de 1992, a série mistura sempre muita ação e suspense. Narra o trabalho de dois agentes do FBI que investigam casos sem solução aparente envolvendo atividades paranormais, encontros com alienígenas, experiências genéticas, entre outros, todos classificados como Arquivo X.

As histórias intrigantes, com seus desfechos não menos surpreendentes, ou até mesmo inusitados, fizeram de Arquivo X sucesso imediato, transformando a série por onde é exibida num verdadeiro cult, dando origem a inúmeros fã-clubes e até mesmo convenções em vários países.

CUIDADO:
A partir de agora,
você vai ter acesso
ao Arquivo X. Entre
nesse caso por sua
própria conta e risco...
e descubra o que há
lá fora!

sábado, 4 de julho de 2015
Título: Cazuza
Autor: Viriato Corrêa
Editora: Editora Nacional
Ano: 1992
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Cazuza é um garotinho do interior do Maranhão, que relata suas aventuras de menino. Narrando sua vida em família, entre parentes e amigos. Seu maior desejo é entrar na escola, mas quando isso acontece, ele se decepciona com rigor escolar, com o uso da palmatória e dos castigos.

Já no fim da vida escolar, num colégio interno, onde há uma variedade de aprendizados além das letras, Cazuza consegue perceber a dedicação e a importância dos professores ou mestres.

Ao lermos Cazuza podemos verificar as diferenças das épocas escolares. Hoje temos tecnologia e muitas distrações, muitos alunos não tem o mínimo interesse em estudar. E os professores são completamente desvalorizados. 

Na década de 30, período onde se passa a história de Cazuza. Os professores eram considerados Mestres, alunos aprendiam, apesar dos castigos. A educação era valorizada e considerada extremamente importante.

É muito triste observar hoje a desvalorização e a penúrias em que a educação é tratada e vivida no Brasil.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Cazuza, lançado pela primeira vez em 1938, é um romance autobiográfico em que o autor narra as amargas experiências escolares de um garoto desde o primário convivendo com um professor autoritário de uma escola no interior do Maranhão, até os dias de colégio na capital do estado, São Luís. Além de criar um belo romance sobre o processo de amadurecimento de uma criança, Viriato Corrêa usou Cazuza como um veículo para criticar e denunciar castigos físicos impostos aos estudantes e outras práticas abomináveis de disciplina adotadas por muitos estabelecimentos educacionais na década de 30.
quinta-feira, 2 de julho de 2015
Título original: Along Came The Spider
Título: Na Teia da Aranha
Autor: James Patterson 
Tradução: S. Marques
Série: Alex Cross 01
Editora: Best Seller/Círculo do Livro
Ano: 1995
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Este primeiro volume da série Alex Cross é sem dúvida alguma impactante. Não só porque apresenta ao mundo um personagem fascinante, mas porque nós insere num mundo de pessoas inteligentes ao extremo, mas com mentes perigosas.

O amado Alex Cross, um detetive de homicídios e doutor em psicologia. É o personagem mais interessante que já li em romances ou ficções policiais. Um pai de família viúvo, que não tem muita sorte com as mulheres por assim dizer. Que tenta resolver os crimes nos guetos de Washington, D.C. Mas, sempre acaba sendo chamado pelo auto-escalão para limpar a sujeira da área nobre da capital dos Estados Unidos.

E é neste livro que aparece pela primeira vez o psicopata Gary Soneji.

Também é importante observar o Alex deste primeiro livro, e para quem pretende ler toda a série, vai perceber as evoluções e mudanças que o personagem teve até o momento atual.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Na Teia da Aranha 


A ação tem início quando o detetive Alex Cross é designado para investigar o sequestro de dois alunos de uma das mais ricas escolas de Washington. O sequestrador cumprira um plano ousado: antes de oferecer uma carona aos pequenos Michael e Maggie Rose -- e desaparecer com eles -- trabalhara durante meses como professor no colégio. Alguns dias depois, a polícia encontra o corpo do garoto, brutalmente espancado. A menina, porém, permanece desaparecida, embora seus pais paguem por ela um resgate milionário. 

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email