quarta-feira, 28 de setembro de 2016
Título original: Le Tour Du Monde En Quatre-Vingts Jours 
Título: A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
Autor: Júlio Verne
Tradução: Maria José Rodrigues
Editora: Martin Claret
Ano: 2012
Comprar: Nos seguintes sites: Amazon, Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

Mais um clássico da literatura universal que deve ser lido e relido por todas as gerações, pois Júlio Verne tem um talento nato em instigar nossa imaginação É impossível não se envolver com a jornada espetacular do inglês Phileas Fogg e do seu fiel “escudeiro” o francês Jean Passepartout.

É mais do que obvio que fiquei, em alguns momentos, intrigada ou até mesmo chocada com a fleuma irritante de Fogg, mas o que deveria esperar de um típico e metódico inglês? Phileas é tão diferente de seu criado o alegre e confiante Passepartout. Esta dupla tão diferente e em alguns momentos irreverente conseguiu apresentar um contraste significativo para o desenrolar da trama e permitiu uma certa leveza ao texto.

Não vou me atrever a descrever as aventuras, pois seria um crime estragar o prazer da leitura. Mas deixo claro que cada uma delas foi extremamente emocionante pra dizer o mínimo.

Para finalizar devo mencionar a tradução eloquente da editora Martin Claret, antes de ler propriamente dito, tinha em mente um texto rebuscado que havia lido num livro anterior do próprio Júlio Verne, minha felicidade foi gigantesca quando encontrei um texto com uma linguagem atual e leve, só posso dar os parabéns para editora.  

RECOMENDADÍSSIMO!!!!



Contra Capa:

A volta ao mundo
em 80 dias
Júlio Verne

Tradução e notas
Maria José Rodrigues

Uma aposta foi bastante para Phileas Fogg e seu fiel escudeiro, Jean Passepartout, embarcarem em uma das maiores aventuras da literatura mundial, nos moldes da narrativa fantástica de Júlio Verne. O escritor francês, um dos precursores da moderna ficção-científica, narra a história de um inglês metódico, que decide dar a volta ao mundo em oitenta dias, no ano de 1872, pelo suposto motivo de uma aposta selada com alta quantidade de dinheiro. Ao colocar o pé no mundo, Fogg encara diversas aventuras típicas de imaginação sinistra de Verne. Oceanos, navios a vapor, estradas de trens, selvas e até viagem sobre elefantes compões essa jornada. Publicada em 1873, esta obra tem destaque revelante na bibliografia deste autor que, em meio aos seus romances de aventura, pressagiou diversos avanços científicos e tecnológicos da humanidade. “A volta ao mundo em 80 dias” leva-nos a lugares onde nunca pensamos em estar e até nos faz acreditar numa fantasia possível de concretizar.



Sinopse:

Aventuras, fantasia, ficção científica e viagens extraordinárias - todos esses elementos são comuns nas obras de Júlio Verne, mas A volta ao mundo em 80 dias (1973) vai além. Nesta obra, Verne, ante de tudo, dimensiona até que ponto a tecnologia da época consegue desbravar o espaço e o tempo no qual as pessoas estão submetidas no mundo. Em sua narrativa ficcional de viagem ficam explícitas as armas de que dispõe a humanidade para superar essas limitações. Verne mostra vigor na construção de um enredo denso, superando cada etapa do intricante caminho de sua narrativa fantástica. Phileas Fogg, o personagem principal da saga, é uma obra prima do autor - é daqueles personagens profundos e elaborados, que não conseguimos decifrar nas primeiras páginas; ou melhor, passamos toda a narrativa entre a emoção de sua jornada em volta do mundo e a tentativa de desvendar o que representa sua personalidade. Júlio Verne fantasia para prever o futuro e nos aponta adiante, nos faz enxergar além do alcance. 
quinta-feira, 22 de setembro de 2016
Título original: Some Like It Scandalous
Título: Cortejo Com Escândalo
Autor: Carole Mortimer
Tradução: Deborah Mesquita de Barros
Série: Duquesas Ousada 02
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

História curtinha, infelizmente, pois é ótima. Diferente da primeira que ela leve, este conto é ousada com muitas cenas hots. O enfoque também é outro: o amor, a compaixão, a devoção e o sacrifício são os temas abordados, intercalando momentos bem safadinhos.

Sophia Rowlands, viúva do Duque Clyborne, fica  chocada quando um antigo amigo do sobrinho de seu falecido marido, se mostra muito interessado em se tornar seu amante. Apesar de bem nascida, a Duquesa, tem uma mancha no seu passado e por isso não quer se envolver com o Conde, pois tem medo de prejudicá-lo e assim arruinando sua reputação. 

Dante Carfax, Conde Sherbourne, um homem selvagem, belo, provocante e quatro anos mais novo que a Duquesa. O Conde sempre foi apaixonado por Sophia, mas como ela era casada com o tio de seu melhor amigo, acabou sufocando seu amor por ela durante 10 longos anos.

Depois dessa longa espera e do luto de uma ano da dama em questão, Dante não quer esperar mais um segundo. Ele parte para o ataque, sem misericórdia, tendo a esperança de conquistá-la. Nem que para isso tenha que se utilizar de todos os truques sujos para convencê-la a subir no altar ao seu lado, pois desta vez ele vai ficar com a Duquesa.

Dante é demais para minha pressão sanguinea, o rapaz não tem pudor algum, muito menos vergonha, utiliza-se sem dó de seus “dotes” carnais para convencer a pobre Sophia a casar com ele. Menino safadinho!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Cortejo Com Escândalo


... Parece-me que você está sugerindo que, agora que nosso ano de luto por nossos maridos chegou ao fim, deveríamos arranjar pelo menos um amante, senão diversos, antes que esta tediosa Estação de Baile acabe.

Sophia Rowlands, viúva do Duque de Clyborne, já está chocada com a proposta ousada da amiga, e fica ainda mais estupefata quando Dante Carfax, Conde Sherbourne, se oferece para fazer as honras! Ele podia ser de uma beleza selvagem e inegavelmente provocante, mas também era quatro anos mais jovem que ela, sem contar que tinham se distanciado desde que ele lhe roubara um beijo dez anos antes... Quando jovem, bastou Dante olhá-la uma única vez para desejá-la como jamais havia desejado uma mulher antes – ou desde então. Depois de anos de uma longa espera, ele está determinado a conquistá-la de uma vez por todas. Mas Dante conseguirá convencer a arriscar sua reputação?



Sinopse:

Querida leitora,

Nesta edição de Harlequin Históricos, apresentamos, em Cortejo com escândalo, Sophia Rowlands, viúva do Duque de Clyborne. Ela fica totalmente sem ação ao ser cortejada por Dante Carfax, Conde Sherbourne! Ele sempre foi apaixonado por ela e agora está disto a conquistá-la. Porém, será que Sophia conseguirá enfrentar a sociedade?
quinta-feira, 15 de setembro de 2016
Título original: Cacau
Autor: Jorge Amado
Editora: Record
Ano: 1987
Comprar: Nos seguintes sites: Amazon, Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Lançado na década de 30, Cacau é o segundo romance do escritor baiano Jorge Amado. O texto tem muitas referencias ao engajamento ideológico do autor juventude, marcando um período em que sua literatura será comunista visando as relações sociais, principalmente a exploração do trabalhador. 

Em Cacau a exploração do trabalhador rural é total, pois o trabalhador vive numa semiescravidão nas fazendas  do sul da Bahia. As condições de trabalho são desumanas, eles corriam os ricos de contrair doenças e outros problemas comuns a uma roça de cacau, como ser picado por animais peçonhentos.

Além da autoridade e violência dos patrões, o contraste entre a vida de luxo dos patrões e a miséria dos trabalhadores é descrita de forma muito convincente pelo autor. Na realidade Jorge Amado deixa muito claras suas intenções com este romance quando diz “Tentei contar neste livro, com um mínimo de literatura para um máximo de honestidade, a vida dos trabalhadores das fazendas de cacau do sul da Bahia. Será um romance proletário?

Para quem não está acostumado com a linguagem do autor pode ser um choque ou uma paixão instantânea. No meu caso foi amor desde o primeiro parágrafo.

RECOMENDADÍSSIMO!!!!
   


Contra Capa:

Segundo livro de Jorge Amado, Cacau é narrado em primeira pessoa por um lavrador, filho de industrial decaído, que trabalhara brevemente como operário fabril. O pequeno romance é a saga de uma tomada de consciência social e política. Atesta o clima de polarização ideológica da época em que foi escrito e o entusiasmo revolucionário de seu jovem autor.

Cacau inaugura também um dos veios mais ricos da literatura de Jorge Amado, o dos livros dedicados à rica e sangrenta história da região cacaueira da Bahia, imortalizada em obras como Terras do sem-fim; São Jorge dos Ilhéus; Gabriela, cravo e canela e Tocaia Grande.

Neste apaixonado livro de juventude, com um vigor e uma urgência que o tornam encantador, encontramos alguns dos méritos mais louvados do autor, como o apurado ouvido para a fala popular; o trânsito pelos vários registros do discurso, do mais formal ao mais coloquial; o caloroso afeto por suas criaturas.

Livro de denúncia e esperança, anuncia o grande romancista que conquistaria os leitores do Brasil e do mundo nas décadas seguintes.
quarta-feira, 7 de setembro de 2016
Título original: Sold To The Sheikh
Título: A Indomada e o Sheik
Autor: Miranda Lee
Tradução: Carla Gouveia
Série: Jogadores de Pôquer 03
Editora: Harlequin
Ano: 2005
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

É complicado, o casal da vez foi muito magoado e tem muitos conflitos com o passado.

Charmaine coitada, comeu o pão que o diabo amassou. Além disso, sofreu a maior dor que uma mulher nunca deveria sofrer em sua existência.

Ali por sua vez, foi rejeitado pela única mulher que amou. Além disso, foi expulso e exilado na Austrália. Coitado, só tem os empregados e os cavalos como companhia.

Mas não pense só porque eles tiveram um passado conturbado que eles sejam uns coitadinhos ou bobos. São pessoa fortes, determinados, belos, arrogantes e extremamente sensuais. 

Com certeza um dos mais belos casais que já encontrei na literatura romântica.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

A Indomada e o Sheik

Charmaine é uma top model australiana que não suporta 
ser tratada como uma mulher-objeto. Muito menos por homens ricos 
e poderosos que pensam poder comprar tudo - principalmente amantes. 
O príncipe árabe Ali de Dubar está mais do que decidido 
a ter Charmaine como sua convidada para um jantar a dois, mesmo que isso 
signifique ter de adquirir esse privilégio por meio de um leilão 
de caridade. Após muitas ofertas e recusas, Charmaine e Ali dão início 
a uma disputa entre o prazer e o orgulho que começa em uma mesa à luz de 
velas e termina em cômodos mais confortáveis - e por muito mais tempo do que 
o planejado! Mas será que Charmaine irá ceder a todas as exigências de Ali?

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email