domingo, 28 de fevereiro de 2016
Título original: As Pupilas do Senhor Reitor
Autor: Júlio Dinis
Editora: Ediouro
Ano: 1997
Comprar: Nos seguintes sites: Amazon, Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Escrito em 1866 no formato de folhetim, fez muito sucesso na época por ser publicado em capítulo no “Jornal do Porto”. Segundo alguns críticos, o texto foi dirigido à classes populares, baseado em costumes rurais, por isso de todo o sucesso que fez.

Na realidade acredito que o sucesso se dá pelo romantismo exacerbado, nas idas e vindas, nos conflitos entre o campo e a cidade, e no amor de infância que perdura até a vida adulta.

Em nome desse amor há o sacrifício e a abnegação da personagem, que no final vai valer a felicidade de todos. Amar por amar sem muitos grandes desejos, uma Inocência que corresponde ao período.

Além de corresponder ao período que foi descrito é um bom exemplo de como as pessoas pensavam e reagiam naquele época. Vale a pena!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Júlio Dinis

Júlio Dinis foi o pseudônimo literário que o português Joaquim Guilherme Gomes Coelho (1839-71) escolheu para não comprometer sua carreira de médico, numa época em que a literatura graças ao Romantismo, era sinônimo de boêmia e vida desregrada. Mas o sucesso de seus livros foi tão grande que ele acabou abandonando a medicina em favor das letras. Ao aspecto noturno, violento e passional de seus contemporâneos românticos, os livros de Dinis contrapunham um Romantismo mais ingênuo, bucólico e otimista, que acreditava na bondade natural do homem. 

“As Pupilas do Senhor Reitor”, seu romance mais célebre, foi publicado em capítulos, em 1866, no “Jornal do Porto”. Conta as ventura e desventuras amorosas de duas irmãs órfãs, Clara e Guida, cujo tutor é o “reitor” Antônio, o pároco local. O alvo de afeto das moças são os jovens Pedro e Daniel, filhos de um rico lavrador. A ação se desenrola numa pequena aldeia portuguesa povoada de personagens simpáticos e divertidos. Escrito em estilo límpido e agradável, o livro tem a estrutura característica do romance de folhetim, em que cada capítulo se encerra num ponto decisivo da narração. Serviu, assim, como um modelo do gênero, que teve como herdeiros no século 20 a radionovela e telenovela.        

0 comentários:

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email