sexta-feira, 24 de abril de 2015
Título: O Enterro da Cafetina
Autor: Marcos Rey
Editora: Global
Ano: 2005
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Sou tão fã de Marcos Rey que as vezes fico receosa ao escrever sobre seus livros, parece que estou abusando ou que não tenho argumentos suficiente para descrever-los como deveria. Então, me perdoe. Mesmo com esse sentimento de insegurança, não posso deixar de escrever minhas humildes observações. Ainda mais porque os livros estão aí para serem lidos, e assim poderemos homenagear este grande escritor.

Em "O Enterro da Cafetina" vamos encontrar mais uma vez com aqueles personagens noturnos, boêmios e profissionais, mesmo que este último esteja a um passo da "marginalidade" cultural.

São 7 contos, vamos a eles:

Traje de Rigor
Para Sílvio Donato
Não sei o que pensar, tudo parecia ir tão bem, apesar das confusões noturnas. Mas no início da manhã tudo pareceu perder a fantasia e a loucura. A realidade por mais estupida os pegam totalmente desprevenidos. Infelizmente foi fatal.

Mon Gigolô
Para João Antonio
Nunca se pode esperar muito de um gigolô, ainda mais quando este se apaixona é extremamente divertido. Principalmente porque seu ciúme não faz o menor sentido.

O Enterro da Cafetina 
Para Franco Paulino
Não há dúvida que foi o velório e o enterro mais engraçado e diferente que já aconteceu na Pauliceia Desvairada. Havia tanta gente, todos do submundo paulistano estão lá, os grandes artistas do teatro, rádio e da iniciante TV também, jornalistas e políticos apareceram para dar o seu último adeus a mais conhecida cafetina de São Paulo, foi uma festa ironicamente.

Sonata ao Luar
Para Epaminondas Costalima
Otávio, publicitário, solteirão, um verdadeiro Lobo. Um homem com muita imaginação. Seu novo deleite é observar uma garota que passa todos os dias no mesmo horário enfrente a sua janela. Ele fica imaginando quem ela é e o que faz. E acaba acreditando nas próprias sandices, o problema é que não passa de ilusão, pois a realidade é completamente diferente.

O Guerrilheiro
Para Frederico Aflalo
Não se deve misturar ideais políticos com uma paixão totalmente desmedida e ilusória. Mariano é um guerrilheiro, mas sua paixão pela prostituta Marlene o deixa extremamente vulnerável para participar das missões. Obviamente só pode dar em muitas confusões.

O Casarão Amarelo
Para um tal de Frank
Fico aqui pensando como o autor é capaz de inventar histórias mais loucas e hilárias. Mas que rapaz ciumento e obsessivo. E ao mesmo tempo extremamente criativo, um verdadeiro maluco.

Noites de Pêndulo
- Diário de um ébrio em dias de inflação, crise, lágrimas e convulsão social.
Para Oswaldo Teixeira de Carvalho
Há homens que não se enxergam, não podem ver um garota bonita e se derretem. Mesmo que essa garota tenha idade para ser sua filha ou até mesmo neta. Depois ficam ofendidos quando a menina o trata como um pai. Tem cabimento?

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Marcos Rey escreveu uma obra que, como poucas, apresenta um retrato despojado mas crítico da sociedade paulistana. Ele a divide em duas partes desiguais: uma é a dos que estão no centro; a outra é a dos que estão na margem.

Em O enterro da cafetina, em um cenário onde se mistura o culto ao dinheiro, a frieza das relações humanas e o isolamento social, seus personagens são os "marginais", ou seja, são aqueles a quem se proíbe a realização dos sonhos e de sobrevivência digna, seres que vagam quase sempre à noite, mariposas noturnas, condenados a viver aprisionados "ad aeternum" na sua dança em busca da luz.



Sinopse:

"São histórias noturnas, vividas por pessoas pouco amantes do sol e do ar puro. Parece coisa provada que o sol, além de causar perigosas queimaduras na pele, torna as pessoas preguiçosas e irritadiças. Vejam vocês os boêmios. São criaturas de boa índole, mentalmente mais ativas e, talvez porque não tomem sol, resistem melhor ao álcool e ao sono. Se o sol de fato fizesse tanto bem, como apregoam certos médicos apressados, a África seria o centro da civilização e estaria coberta de chaminés. Quanto ao ar puro, posso informar que as boates substituem-no com êxito pelo aparelho de ar condicionado, quase todos de excelente fabricação norte-americana. Alguns injetam no ambiente essências odoríficas, o que estimula o romance quando um piano saudosista colabora com " Lá vir en rose".

Os personagens deste livro, como foi dito, são de circulação noturna. Por favor, não os confundam com guardas-noturnos. Esses são profissionais e todos eles odeiam a noite. Não são também pessoas que sofrem de insônia, sempre às voltas com suas pílulas. Quero que fique bem claro: são homens e mulheres que param nos bares, restaurantes, 'inferninhos', cabarés, boates e em certas casas onde tudo se tolera. São boêmios por vocação ou por erro de educação, por dor de cotovelo ou qualquer dor, por falta dinheiro ou por excesso, por vagabundagem ou paixão à sociologia. 

O antipático astro-rei se ocultou. Comecemos."
Marcos Rey 

0 comentários:

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email